quarta-feira, 5 de março de 2008

Minhas fotos do Rio



Continuo viajando com minha câmera, não sei onde vou parar.

Para quem quiser olhar pelos meus olhos o que me deslumbra sem parar no Rio de Janeiro...

Clique aqui.

4 comentários:

Anônimo disse...

Largada em su ailha vai-se vivendo maravilhosamente bem, tenha certeza que eu estarei sempre nesta ilha com voce.....minha linda.

Danielle disse...

Muito Obrigada pela sua cia. Serás SEMPRE bem recebido, por mim e pelo meu coração, pois ele as vzs prega-me peças. Muitas vzs o separo de mim, pois ele é muito forte. Mas é ele quem sempre resolve a parada quando a minha mente, e meu ego estão em conflito, rs. Espero q tenhas conseguido ver as fotos...

Sabe anônimo, li em uma certa garrafa outro dia, sobre um amigo que quer muito viver a vida, liberdade para vivê-la.

A felicidade que trago em meu coração é nunca me trair, nunca me contrariar. Só eu posso fazer isso por mim. E assim sempre sou aquilo que quero, sem filhos, pais ou sociedade para interferir. Quando quebro a cara, sei q quebrei sozinha e não espero nem compaixão, pois tbm não recebi em pequena, não sei muito sobre ela, não espero ela. Viver e não ter a vergonha de ser feliz, me soa mais ou menos como e não ter vergonha de ser eu mesma. Bonita ou feia, boazinha ou má. Simpática ou anti... Bêbada ou sóbria. Sexual ou frígida. Sempre eu mesma.
Se vc é quem eu acho, saiba que estou com vc em seja lá o que vc escolher querer ser agora. Querer viver. Vá e se encontre com vc e a liberdade de poder ser.
MUITOS BEIJOS!!!

AMBROSIO disse...

Minha linda, sou eu mesmo rsrsr em conflito permanete comigo mesMo...Mas com certeza viver é melhor que sonhar eu sei...estou vivendo, sempre de bem com a vida, as vezes ela me prega peças e grito por socorro pois tenho amigos(a), mas tenha certeza que nada me prende a nada, se não eu mesmo... beijos muitos

Pédre Cóshta disse...

Danielle, isso não se faz!!!!! Não se colocam fotos destas na net! Deveria ter vergonha! (risos)

Acho que vou parar de ver fotos do Rio. A vontade de estar (e não, passar) nesse paraíso, sempre que vejo algo do Rio, aumenta, de forma quase exponencial... :-))

abraces, Danielle!!!